USP já testou o combustível como alternativa sustentável

Se você tem uma máquina da RS Café em sua empresa, já percebeu que há a produção de borra de café após o preparo da bebida. Pensando nisso, alguns cientistas da USP estudaram uma maneira de prolongar a vida útil do café.

A solução foi um biodiesel feito a partir de um óleo essencial retirado da borra de café. O combustível sustentável já passou por testes laboratoriais e é indicado para pequenas comunidades agrícolas, que precisam gerar energia para suas máquinas.

A notícia boa é que o brasileiro toma, em média, de duas a três xícaras de café por dia. Por isso, há muita produção do resíduo que é descartado em lixo orgânico. Mas, agora, pode ser reutilizado de forma consciente.

Borra de café como fertilizante

 Em regiões agrícolas, ou até mesmo em hortas caseiras, a borra de café é utilizada como fertilizante. No entanto, o uso contínuo pode contaminar o solo devido ao óleo liberado pelo resíduo.

Para a compostagem doméstica, a recomendação é que haja uma variedade de matérias utilizadas, como cascas de frutas, restos de legumes e verduras, além de folhas secas.

Outros usos para a borra de café

Confira outras maneiras sustentáveis de reutilizar os resíduos do café:

Neutralizadora de odores

A borra de café pode ser utilizada para tirar maus odores de geladeira, freezer e micro-ondas. Para isso, coloque o resíduo em uma tigela e deixe-o secar ao sol. Depois, é só colocá-lo dentro dos eletrodomésticos. Se preferir, combine a substância com algumas ervas aromatizadas.

Limpadora de superfícies

 A borra de café é uma substância abrasiva. Sendo assim, se torna uma ótima limpadora de superfícies, colaborando para a higienização de pias, grelhas e até panelas.

 Atenção! Cuidado para não gerar manchas em superfícies porosas ou claras.