O café e a prevenção do câncer, como lembramos sempre, o café é um grande aliado na precaução. Segundo pesquisas, são os poderes antioxidantes e a cafeína (presente no grão) que permitem esse benefício tão importante.

Um estudo publicado na Breast Cancer Research, por exemplo, apontou que as mulheres na menopausa que consomem entre quatro e cinco xícaras de café por dia correm 57% menos risco de desenvolverem um câncer de mama maligno. Ainda com foco no público feminino, outras pesquisas relacionam a bebida à prevenção do câncer de útero.

Ainda sobre o café, cientistas descobriram que o consumo da bebida pode reduzir em 14% as chances de desenvolver câncer no fígado. Ele ainda pode ser um fator que diminui as chances de tumores no cólon intestinal, na boca e de melanoma, o tipo mais grave de câncer de pele.
Vale a pena lembrar que nossa xícara de cada dia também pode ser responsável por prevenir uma das doenças mais terríveis da humanidade. E lembre-se: para garantir os benefícios das bebidas, os especialistas indicam o consumo delas sem açúcar e com leite desnatado ou semidesnatado.

Após diferentes estudos feitos com o café, para observar o seu efeito sobre o câncer, os principais resultados são:

Câncer de próstata: as substâncias do café afetam o metabolismo da glicose e da insulina, assim como a produção de hormônios sexuais, que são os principais fatores no desenvolvimento deste tipo de câncer. Para reduzir até 60% as chances de ter câncer de próstata é recomendado beber, pelo menos, 6 xícaras de café por dia.

Câncer de mama: o café altera o metabolismo de alguns hormônios femininos, eliminando produtos cancerígenos. Além disso, a cafeina parece dificultar o crescimento de células cancerígenas na mama. A maioria dos resultados foram encontrados em mulheres que tomam mais de 3 xícaras de café por dia.

Câncer de pele: em diferentes estudos o café está diretamente relacionado com a diminuição do risco de desenvolver melanoma, o tipo mais grave de câncer de pele. Quanto maior a ingestão de café, menores parecem ser as chances de ter câncer na pele.

Câncer de cólon: neste tipo, o café melhora as chances de cura em pacientes que já desenvolveram o câncer e evita que os tumores voltem a surgir após o tratamento. Para obter estes bebnefícios deve-se ingerir, pelo menos, 2 xícaras de café por dia.

Independentemente do tipo de câncer, o café não é uma substância com eficácia completamente comprovada, sendo que o seu efeito é muito reduzido quando existem outros fatores de risco como ter historial de câncer na família, ser fumante ou consumir bebidas alcoólicas em excesso. Entretanto, sabe-se que o consumo de bebidas exageradamente quentes pode causar câncer no esôfago, então, quando for beber seu cafezinho, tenha cuidado com a temperatura.

E então? Vamos passar em uma das máquinas de café em São Paulo mais próxima e beber um cafezinho?

 

Máquinas de Café em São Paulo